HEADHUNTER D.C. [Hey Ho Rock Bar - Fortaleza/CE]

HEADHUNTER D.C. [Hey Ho Rock Bar - Fortaleza/CE]

Em parceria com o Hey Ho Rock Bar e a Gallery Productions, a Associaçao Cultural Cearense do Rock (ACR), em uma das ações dentro da programação de 10 anos do ForCaos, traz mais uma vez à Fortaleza, uma das bandas mais respeitadas do cenário underground brasileiro, Headhunter D.C., lançando o álbum ‘God´s Spreading Câncer‘.

A abertura do show ficou por conta de quatro bandas locais que, não por acaso, executaram suas músicas com bastante maturidade e consistência. Afinal, são bandas já consagradas pelo público e possuem um material bastante profissional, não deixando nada à desejar a qualquer banda de metal do país.

A primeira a subir no palco foi a Griefgiver. Aparentemente, dois problemas poderiam influenciar no rendimento desse show. O primeiro problema vinha de algum tipo de contusão na mão do guitarrista e o segundo seria porque Germano, o vocalista, iria ter que fazer mais um show naquela noite, agora com a Obskure.

É claro que isso não foi suficiente para atrapalhar os plano da Griefgiver de fazer um show empolgante, recebendo em troca, aplausos após cada música, apesar do público ainda pequeno.

E veio a Somberlain com seu ataque sonoro e um vocal que merece destaque, pois estava um pouco diferente, e mesmo assim fez com que o show permanecesse mórbido e pesado.

O clima foi esquentando ainda mais, a medida em que seus hinos iam soando pela casa, culminando em um cover do Samael, ‘black trip‘, que fez a galera agitar bastante.

Em seguida sobe a Siege Of Hate (SOH), detonando tudo com seus poderosos riffs e a impressionante performance de seus integrantes. Destaque para o revezamento, criativo, nos vocais e a violência da bateria, que contribuiu para alguns pescoços doloridos no dia seguinte.

A firmeza e a competência na execução dos petardos teve conseqüência no público que correspondia com um bate-cabeça geral.

E a esperada apresentação da Obskure foi impecável, como sempre. Músicas cantadas pela platéia, D´ângelo arrebentando na batera, os irmãos X sintonizados, Daniel na guitarra e Fábio nos teclados desempenhando excelentes performances e Germano, suando a camisa, literalmente, na sua segunda subida ao palco do Hey Ho, naquela noite… e dando conta do recado.

O que houve foi que uma das bandas mais antigas da cena underground local e em pleno vapor, agradeceu seu público com um excelente show, onde teve seu ponto alto na, já clássica, ‘Christian Sovereign‘, executada com maestria e um vocal de igual intensidade.

 

Mas a noite do Metal ainda estava só começando, e contrariando todos os desavisados de plantão, que ainda acham que na Bahia só tem trio elétrico, eis que vejo os caras do Headhunter D.C. se prepararem para tocar, trazendo a malevolência do metal, fundamentado na cena que se forma a cada festival em Fortaleza.

A capacidade de cativar e, principalmente, instigar, está mesmo nas veias de Sérgio Baloff, apesar do provável cansaço do público presente, que em nenhum momento se rendeu.

Headhunter D.C. é uma banda conhecida em solos alencarinos, pois já fez inúmeras apresentações e deixou boas recordações mantendo uma sinergia inegável com o público cearense.

Despejando um death metal com muita brutalidade a cada música e fazendo o sinal eterno do metal com os dedos, o Headhunter D.C. finalizou sua apresentação com a música ‘exorcist‘, do Possessed.

 

Era uma noite especial e alguma “força” desconhecida fez com que na metade da música, a energia acabasse, voltando em alguns minutos e tendo o reinício da ‘canção’, e monstrando toda a vontade e profissionalismo da banda.

A energia viria a faltar mais duas vezes seguidas, fazendo com que pensássemos que aquele show teria um desfecho meio constrangedor. Sérgio Baloff pegou o microfone e falou que só sairia dali depois que terminasse de tocar a famigerada música, nem que para isso tivesse que ficar até o dia amanhecer!

 

LINKS:

http://www.headhunterdc.net

www.heyhorockbar.com.br

 

VEJA TODAS AS FOTOS AQUI:

Pesquisar no site

Metal Island © 2015 Todos os direitos reservados.